ASSOCIAÇÃO UNIVERSIDADE DA PAZ
DE MINAS GERAIS

Círculos Holísticos (*)
(atualizado em 9/9/2019)

=> Grupo de Meditação
Encontros semanais - quarta-feira, das 19h às 19h30
Contatos: (31) 3275-3602 (das 14h às 19h)
secretaria@ecologiaintegral.org.br

=> Roda de Contação de Sonhos
Encontros quinzenais - quarta-feira, das 19h45 às 21h
Contatos: (31) 3275-3602 (das 14h às 19h)
secretaria@ecologiaintegral.org.br

=> Desafios do masculino e do feminino para
o século 21
Encontros mensais - quarta-feira, das 20h às 21h30
Encontros mensais - quinta-feira, das 20h às 21h30
Contatos: (31) 3275-3602 (das 14h às 19h)
secretaria@ecologiaintegral.org.br

=> Grupo Ecologia Integral
Encontros mensais - quinta-feira, das 20h às 21h30
Contatos: (31) 3275-3602 (das 14h às 19h)
secretaria@ecologiaintegral.org.br

=> Lugar de Retiro e Paz - Grupo de estudos
e meditação
Encontros quinzenais - domingo, das 17h às 19h30
Contatos: (31) 3375-7476

=> Rosa Branca - Grupo de estudos e reflexões
Encontros quinzenais - terça-feira, das 19h às 22h30
Contatos: (31) 3291-6247

=> Roda da Paz - Círculo Holístico
Encontros mensais - quarta-feira, das 19h30 às 21h30
Contatos: (31) 9-9979-9641 (WhatsApp)

==> Envie-nos os dados do seu círculo holístico para incluirmos aqui: secretaria@unipazmg.org.br

 

(*) CÍRCULOS HOLÍSTICOS

Segue texto transcrito do Manual do curso de Educação para a Paz - Formação Holística de Base - uma abordagem transdisplinar - FHB (item 7.4.2).

A idéia dos Círculos Holísticos foi lançada durante o I Congresso Holístico Internacional em 1987 e já se estende por diversas cidades do Brasil e outros países, como uma parte importante da FHB. Tendo em vista que a visão transdisciplinar holística busca a harmonia entre seres, sociedade e o cosmos, a proposta básica dos Círculos Holísticos é de colaborar para a construção, no planeta Terra, de pontes onde houver barreiras entre as culturas, raças, religiões, ciência, artes, tradições, filosofias, visões econômicas, políticas, antropológicas e sociais.

O QUE SÃO ?

São grupos de pessoas que se encontram para estudar, experienciar, refletir e compartilhar temas relativos à visão transdisciplinar holística. Dentro da concepção de rede, cria-se um espaço informal de amizade evolutiva, de sintonia de propósito e de estados de consciência, com a finalidade de exteriorização do aprendizado realizado na FHB, abrangendo tanto as escolas do conhecimento (holologia), como as áreas arquetípico-vivenciais (holopráxis).

Ao atuar através dos Círculos Holísticos, expandindo seus conhecimentos e compartilhando-os com outros, o aprendiz tem a oportunidade servir a comunidade e assim, reintegrar e harmonizar sua consciência.

Suas atividades compreendem:

  • Exercitar a transdisciplinaridade, focalizando temas especiais de interesse comum;
  • Compartilhar o aprendizado pessoal e incentivar a partir da própria experiência, a criação e consolidação de uma rede de pessoas orientadas para a paz interior e coletiva;
  • Promover encontros transdisciplinares em espaços educacionais, organizacionais e sociais, para expansão e manutenção da cultura da paz;
  • Estimular a formação de grupos para estudar a abordagem transdisciplinar holística através de bibliografia e de experimentação (holologia);
  • Estimular a formação de grupos para refletir sobre textos sapienciais das tradições de sabedoria e suas relações com os novos conhecimentos da ciência contemporânea;
  • Experienciar e oferecer à comunidade, vias tradicionais e autenticas de holopráxis cotidianas como: Yoga, Tai- Chi, Zen, Contemplação, Meditação, Oração, Dança Sagrada e outros;
  • Estimular em grupos a reflexão sobre grandes problemas contemporâneos e suas possíveis soluções;
  • Conviver com pessoas que cultivam a mesma orientação de vida.

Segundo Jean-Yves Leloup, “cada um de nós tem uma riqueza a compartilhar e uma falta a preencher”.

É assim que entendemos que as pessoas que se aproximam da Unipaz e participam da FHB, fazem parte de uma rede especial de pessoas predispostas ou disponíveis para o Serviço Solidário. Por isso, todas são convidadas a compartilhar sua vocação doando algum serviço aos que deles necessitam, tornando-se parte da Rede do Bem, através da qual se fortalece a relação entre Saber e Amar, Ter Compaixão e Servir.

Para participar de SERVIÇOS SOLIDÁRIOS podem ser úteis as sugestões a seguir:

  1. NÃO É PRECISO ESTAR PRONTO! 

Comece agora, com o que você sabe e é; nem mais nem menos. Inicie com familiares, colegas, amigos. Inicie lendo textos, convidando aprendizes mais antigos no caminho, assistindo vídeos, compartilhando perplexidades, com simplicidade e boa vontade. Agora, COMECE!

  1. UTILIZE O SEU POTENCIAL DE LIDERANÇA:

Coordene o Círculo como uma contribuição a toda a sua turma de FHB. Manter a tocha acesa não será fácil e o lidar com as crises e a tendência à inércia do grupo poderá ser uma imensa fonte de aprendizagem e crescimento. Conheça o líder que você é e comece já!

  1. RESISTA À TENTAÇÃO DE FAZER UM CÍRCULO SÓ DE APRENDIZES, excluindo, assim, a comunidade dos não-iniciados onde a sua contribuição é muito mais necessária. Limite-se ao número de um a três aprendizes em cada Círculo de aproximadamente doze pessoas.
  1. INCLUA A DIVERSIDADE, convidando pessoas de formações e atuações diferentes: estudiosos, cientistas, artistas, religiosos, empresários, cozinheiros, políticos, operários, donas de casa, analistas de sistemas, etc., para que a transdisciplinaridade possa ser exercitada.
  1. PARTICIPE DE ALGUNS ENCONTROS DE CÍRCULOS JÁ EXISTENTES, para aquecer a sua motivação e audácia e, posteriormente, mantenha no seu próprio Círculo sempre uma “cadeira vazia” para participantes de outros Círculos; com esta fecundação inter-círculos, a criatividade é ampliada e a dinâmica grupal intensificada.

São apresentados abaixo os procedimentos de acompanhamento dos Círculos Holísticos, que visam orientar o aprendiz:

  1. Cada Círculo Holístico deverá encaminhar proposta inicial e relatório periódico de suas atividades para a Unipaz (Regional).
  2. As atividades são gratuitas; no caso de confecção e distribuição de material todos os participantes devem colaborar no rateio dos custos.
  3. A liderança dos encontros deve ser rotativa.
  4. A carga horária: o aprendiz é recomendado a realizar um mínimo de quarenta e oito horas de participação em Círculos Holísticos para completar sua formação, não sendo condição obrigatória, para obtenção do certificado de conclusão do curso.

 

Clique aqui para ver a agenda do mês da Unipaz-MG.

Clique aqui para retornar à página inicial.

 

R. Bernardo Guimarães 3101 Sala 202 - BH/ MG - (31) 2511-1404 (de 14 às 19 h) - secretaria@unipazmg.org.br

 Desenvolvimento do site: Malta